Notícias
5 tendências do varejo para 2014

28 jan
2014

5 tendências do varejo para 2014

A Forrester Research recentemente apresentou uma lista com as principais tendências tecnológicas que estarão em destaque em 2014. A maior parte dos acontecimentos que a pesquisa prevê para a tecnologia da informação se aplica igualmente ao segmento do varejo, segundo apontam os especialistas da SAP.

5 tendências do varejo

Fique por dentro das cinco tendências mais importantes para a tecnologia e o varejo a partir deste ano:

1.       A convergência digital elimina barreiras

De acordo com artigo  da revista Forbes, “Os mundos físico e digital estão convergindo. Como resultado, os consumidores esperam uniformidade do serviço, tanto no mundo físico quanto no digital.”

Esta tendência vale em especial para o varejo, onde os consumidores exigem a mesma experiência em todos os canais, seja no espaço físico, online, por dispositivo móvel ou na combinação destes meios.

A tecnologia responde a esta demanda com a possibilidade de acompanhar, de maneira unificada, as atividades gerais de consumo do cliente, permitindo que se ofereça um serviço personalizado.

2.       A experiência digital como chave do sucesso

Na era digital, a experiência online pode ser decisiva para o sucesso ou o fracasso do negócio. No varejo, este ponto é essencial, considerando o crescimento das compras pela internet. O desafio é saber identificar o perfil de cada consumidor de acordo com sua movimentação por todos estes canais, como ressalta Matt Garvis, consultor da SAP para a indústria do varejo.

Para gerar uma experiência digital eficiente, é necessário ser capaz de seguir os passos do cliente para oferecer um serviço individualizado, adequado às suas necessidades e preferências. Pesquisas mostram que mais da metade dos consumidores gastam 50% mais quando recebem ofertas personalizadas.

3.       O aperfeiçoamento da análise de dados

É imprescindível alavancar o uso de aplicativos capazes de perceber o cenário e responder em tempo real, antecipar as ações do usuário e encontrar o consumidor no momento de sua necessidade.

Cloud Computing, inteligência analítica e tecnologia in-memory são ferramentas cruciais em combinação com as informações sociais. É um exemplo perfeito do Big Data em ação, milhões de bits de dados que, por meio de sofisticadas análises, podem produzir revelações importantes que ajudem a definir preços, vender e elaborar estratégias que podem transformar a experiência com o cliente e levar o negócio a níveis não imaginados.

4.       Sensores e dispositivos definem ecossistemas

A Internet das Coisas irá da fantasia à realidade com a ubiquidade da conectividade e a proliferação dos dispositivos.

Para o varejo, esta tendência traz várias promessas. Por meio da coleta contínua e em tempo real de informações dos dispositivos móveis, da atividade online de consumo, e de sensores geográficos, revelam-se detalhes nunca avaliados antes sobre os hábitos e desejos do consumidor.

Mark Ledbetter, vice-presidente global de estratégias de varejo da SAP, destaca que, se uma oferta digital é feita em tempo real quando o consumidor entra na loja, a probabilidade de que ele utilize a promoção é oito vezes maior do que se disponibilizada em qualquer outro lugar ou momento.

5.       As empresas aprendem com a nuvem e com a tecnologia móvel

Sistemas tradicionais precisam ser otimizados para tirar o maior proveito possível da nuvem. As iniciativas móveis também devem estar integradas com estratégias amplas e presentes em todos os canais.

Cloud Computing e plataformas móveis são muito promissoras para o varejo, permitindo que as empresas coletem e analisem informações do consumidor, oferecendo serviços mais relevantes, sabendo exatamente que desconto, jogo, aplicativo, texto de mensagem ou outro recurso atrai cada cliente específico.

Fonte: SAP

Sem comentários

Comente:

You must be logado em para postar um comentário.