Notícias
Até 2016, a maioria dos novos gastos com TI será na nuvem

29 out
2013

Até 2016, a maioria dos novos gastos com TI será na nuvem

De acordo com o Gartner , “o uso da computação em nuvem está crescendo, e em 2016 esse crescimento vai aumentar para tornar-se a maior parte dos gastos de TI. 2016 será um ano decisivo para a nuvem, com as nuvens privadas começando a dar lugar às nuvens híbridas, e quase metade das grandes empresas terão implementações de nuvem híbrida até o final de 2017 “.

Essas são previsões bastante ambiciosas, considerando que só agora estamos começando a ver os primeiros projetos. De fato, a maior migração de aplicações para a nuvem deve ocorrer ao longo dos próximos anos. Se tudo correr dentro do cronograma, a previsão de crescimento do Gartner se tornará realidade.

Já não tenho tanta certeza quanto à previsão sobre as nuvens híbridas. Na minha opinião, as empresas vão utilizar uma variedade de modelos de nuvem, resultando em uma realidade multicloud em vez de híbrida. Muitas empresas estão descobrindo que as implantações de nuvem capazes de atender as suas necessidades são mais complexas do que os modelos de nuvem privadas, públicas ou híbridas.

De qualquer forma, o crescimento da nuvem será impulsionado, em grande parte, pelas áreas de negócio, e não pela área de TI. O maior impulso para a adoçãoi da computação em nuvem virá principalmente das empresas que buscam formas mais eficientes para fornecer serviços de TI, diminuir o time to market e aumentar a agilidade.

Acredito que o crescimento será mais em torno do desenvolvimento de aplicações e migração de aplicações do que motivado pela redução de custos com infraestrutura. É  do lado da aplicação que encontramos o maior valor para a nuvem, e onde o verdadeiro trabalho precisa ser feito para que as empresas possam vantagem significativa da infraestrutura mais barata oferecida pela nuvem.

Parece que todos nós vamos estar muito ocupados em 2015 e 2016.

Fonte: Computer World

Sem comentários

Comente:

You must be logado em para postar um comentário.