Notícias
Brasil vende 4 milhões de PCs no terceiro trimestre de 2012

03 dez
2012

Brasil vende 4 milhões de PCs no terceiro trimestre de 2012

Segundo o estudo Brazil Quarterly PC Tracker, realizado trimestralmente pela IDC Brasil, foram comercializados 4,05 milhões de computadores pessoais (notebooks e desktops) no terceiro trimestre de 2012. As vendas ficaram 0,3% abaixo do mesmo trimestre de 2011 e foram 1,9% menores que no segundo trimestre deste ano.

No início do ano, a previsão para o período era de um crescimento na casa dos 15% na comparação entre 2011 e de 2012. A expectativa para o mercado de PCs em 2012 é de um crescimento de apenas 2%.

No terceiro trimestre de 2012, 61% dos computadores vendidos no Brasil foram notebooks e 39% foram desktops. Os desktops tiveram queda de 13,7% no volume de vendas se comparados a 2011 e 9,5% de queda comparados ao trimestre anterior. Os notebooks, por sua vez, cresceram 10,6% de ano para ano e 10,8% entre os trimestres. A proximidade de preços entre notebooks e desktops orienta a preferência, principalmente dos usuários domésticos, pelos portáteis, diz a IDC.

comparativo.png

Comparativo entre os terceiros trimestres de 2011 e 2012 para o mercado de PCs

O segmento doméstico representou a maioria das vendas, 65%, e a área corporativa correspondeu a 25% do total, enquanto Governo e Educação ficaram com os 10% restantes. “O mercado brasileiro de PCs segue fortemente impactado pela variação do dólar, pela grande cautela do setor privado face às especulações dos resultados da crise internacional e pela demanda retraída dos usuários domésticos”, diz Camila Pereira Santos, analista de mercado da IDC Brasil.

O cenário atual indica que o varejo está com grande volume de computadores estocados. A expectativa é de que as lojas ofereçam equipamentos com Windows 7 a preços agressivos, uma vez que máquinas com Windows 8 começam a chegar dividindo a atenção do consumidor.  Mobilidade também é uma justificativa para que as vendas de computadores pessoais tenham caído. Segundo a IDC,  os consumidores estão decidindo entre computadores, tablets e smartphones e a aplicação crescente de recursos financeiros nos dois últimos pode explicar os resultados abaixo do esperado para os PCs.

Comparado ao resto do mundo, o Brasil está melhor, já que teve crescimento de 1,9% nas vendas entre o segundo e o terceiro trimestre. No mercado mundial, a queda de vendas entre o segundo e o terceiro trimestre foi de 7,9%. Dos países do BRIC (Brasil, Russia, Índia e China), a China foi a que apresentou menor queda (0,2%) entre 2011 e 2012, seguida do Brasil, Rússia (0,5%) e Índia, que teve queda de vendas de 5,4%.

Fonte: UOL

Sem comentários

Comente:

You must be logado em para postar um comentário.