Notícias
Próximo grande salto mobile vai acontecer na nuvem

25 fev
2014

Próximo grande salto mobile vai acontecer na nuvem

O fato de que dispositivos móveis como smartphones e tablets estão se tornando dispositivos de nuvem não é novo. O que é novo é que parece que estamos chegando ao ponto de saturação  desses dispositivos, provocando um uso maior da nuvem por aplicativos móveis e provedores.  Uso esse que deve aumentar de forma ainda mais acelerada ao longo deste ano.

images

Smartphones e tablets estão ficando mais rápidos, mais capazes e, seus aplicativos, mais sofisticados. Meu smartphone pode baixar dados mais rápido do que a maioria dos serviços DSL pode, as interfaces de usuário são fáceis de lidar, e as aplicações são iguais ou superiores as que podemos encontrar em um PC. De fato, se não fosse o fato de que meu smartphone ter uma tela de 4 polegadas, eu teria escrito este post nele.

Isso não quer dizer que os dispositivos móveis chegaram ao máximo de sua capacidade técnica. Fornecedores continuam encontrando novas maneiras de melhorá-los. Mas essa tarefa está se tornando cada vez mais difícil. Por isso, o impulso em direção a inovações que melhorem a utilização dos smartphones e tablets está migrando para a nuvem.

Do lado da infraestrutura, a nuvem já está desempenhando um papel cada dia mais relevante. Com o uso de SDN, algumas operadoras estão movendo as estações rádio-base para o data center. Isto é importante porque a estação rádio base é a parte mais cara de uma rede celular. Movê-la para o data center  (e a nuvem) permite que a operadora forneça capacidade de processamento suficiente em cada célula, estando melhor preparada para lidar com picos de tráfego, alocando recursos de processamento em partes da rede onde eles são mais necessários em dado momento.

Também os fornecedores de plataformas como Apple e Google estão empurrando a computação e armazenamento para plataformas baseadas em nuvem. Bons exemplo desse movimento são o suporte do Google Drive para edição de documentos e expansão da iCloud para capacidades de edição a partir da suíte iWork.

De fato, os dispositivos móveis estão se transformando mais em terminais de dados do que em plataformas stand-alone. Isso fornece melhor desempenho, resiliência, e, claro, uma outra fonte de receita para os fornecedores (de novo, o Google Drive e iCloud são bons exemplos).

Do lado da aplicação, os provedores de aplicativos estão tomando o mesmo caminho que os fornecedores de plataformas, o que significa maior uso da nuvem. Provedores de aplicativos estão se concentrando em ferramentas de desenvolvimento para aplicativos nativos de nuvem e procurando empurrar o máximo de processamento e de armazenamento para os sistemas de back-end.

Claro, isso significa mais dependência de conectividade de rede e largura de banda, mas esse problema está sendo resolvido com o uso cada vez maior do WiFi e de redes celulares 4G.

O crescimento da tecnologia móvel tem claramente mudado nossas vidas. Agora, o uso cada vez maior da nuvem vai impulsionar mais e mais a evolução das plataformas móveis e da infraestrutura.

Fonte: Computer World

Sem comentários

Comente:

You must be logado em para postar um comentário.